top of page

Tireoide: informação e atenção para esta glândula tão importante


Em 25 de maio, é comemorado o Dia Internacional da Tireoide.


O objetivo é alertar as pessoas sobre a importância da investigação de eventuais distúrbios nesta glândula, tão importante para o organismo.


De acordo com a Organização Mundial da Saúde, doenças tireoidianas, como o hipotireoidismo, o hipertireoidismo e o câncer de tireoide afetam mais de 750 milhões indivíduos no mundo, mas cerca de 60% destas pessoas desconhecem o problema.


Localizada no pescoço, a tireoide é uma glândula que produz os hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina), responsáveis por regular diversas funções do nosso corpo.

As principais alteração em seu funcionamento são o hipotireoidismo e o hipertireoidismo.

De acordo com o médico endocrinologista Dr. Daniel Lerario, mestre e doutor pela Escola Paulista de Medicina, o hipotireoidismo ocorre quando a glândula produz menos hormônios do que o necessário.


“Entre os principais sintomas dessa condição está o cansaço, unhas e cabelos quebradiços,  sonolência, ganho de peso e alterações intestinais. O quadro geralmente é tratado com a reposição hormonal contínua”.


Já no caso do hipertireoidismo, explica o especialista, a glândula libera hormônios em excesso e acaba acelerando o metabolismo do organismo.


“Os sintomas mais comuns para esse quadro são palpitações, insônia, tremores nas mãos, perda de peso e fraqueza. Neste caso, o tratamento envolve o uso de medicamentos que inibem a produção de hormônio em excesso pela tireoide.”

 

E os nódulos?


O surgimento de nódulos na glândula tireoide é outra ocorrência comum. Geralmente são benignos e não precisam ser removidos. No entanto, é importante que sejam acompanhados por um especialista para avaliar possíveis alterações, alerta o Dr. Daniel.

“No caso de nódulos malignos, ou câncer na tireoide, o tratamento recomendado é a extração da glândula através de cirurgia. Neste caso, a reposição hormonal será necessária pelo resto da vida.”

 

Diagnóstico


As alterações na tireoide podem afetar qualquer pessoa, em qualquer idade, mas há alguns grupos de risco, como mulheres, idosos, pessoas com histórico familiar de disfunção da glândula e para aqueles(as) que ficam muito expostos(as) à radiação.


Por vezes, os sintomas de distúrbios na tireoide são bastante inespecíficos, o que pode dificultar o diagnóstico. Tais sintomas podem incluir:


- Alteração no crescimento e desenvolvimento de crianças e adolescentes

- Desregulação do ciclo menstrual

- Distúrbios de memória

- Quadros de depressão


Em caso de dúvidas, o médico endocrinologista é o especialista responsável pelo diagnóstico dos principais problemas relacionados à tireoide.

Kommentarer


bottom of page